top of page
  • Foto do escritorVisya Oftalmologia

Colírio para vermelhidão ocular: posso usar sem indicação médica?

A vermelhidão ocular, ou hiperemia, é um sinal oftalmológico comum, ocorrendo com ou sem sintomas e pode estar associada à diferentes fatores, como por exemplo a conjuntivite, e ter várias causas potenciais, incluindo agentes infecciosos.


Para vermelhidão ocular não infecciosa e não alérgica causada por irritações oculares menores sem patologia subjacente aparente, a aplicação tópica de descongestionantes oculares de venda livre, pode ser considerada para reduzir a vermelhidão ocular.


No entanto, os descongestionantes oculares com princípio ativo Nafazolina (um agonista dos receptores alfa1 e alfa2) estão associados à perda de eficácia com o uso continuado (o que chamamos de taquifilaxia), ou seja, seu corpo para de responder a esta medicação, como um mecanismo de defesa. Exigindo assim, que a medicação seja usada com maior frequência.


Além disso, pode acontecer a vermelhidão rebote após a descontinuação do tratamento, pois a isquemia dos vasos gera liberação de agentes vasodilatadores, na tentativa de aumentar o oxigênio.


Portanto, o uso sem indicação pode além de trazer prejuízos para sua visão, mascarar o real problema. Para controlar a vermelhidão ocular de forma eficaz, é preciso entender a fisiopatologia, as características clínicas e o diagnóstico diferencial da vermelhidão ocular, bem como um conhecimento das terapias médicas disponíveis e suas propriedades farmacológicas.



0 visualização0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page