top of page
  • Foto do escritorVisya Oftalmologia

Conjuntivite viral ou bacteriana?




A conjuntivite é um tipo de doença que causa a inflamação da mucosa, é essa parte que reveste a face interna das pálpebras e a esclerótica do olho. Existem alguns tipos de conjuntivite: viral, bacteriana e alérgica.

É comum as pessoas confundirem principalmente entre conjuntivite viral e bacteriana, mas elas possuem algumas diferenças. Neste artigo você vai entender melhor quais as diferenças, quando elas começam a atacar e qual o melhor tratamento.


Principais sintomas da conjuntivite viral e bacteriana



Em primeiro lugar, é preciso saber que essa é uma doença que pode atingir tanto crianças, quanto adultos. Não há fatores de risco que possam influenciar, elas são altamente contagiosas e podem passar para qualquer pessoa.

Quando se trata da conjuntivite bacteriana, ela é muito mais comum durante o verão. Isso porque as temperaturas ficam elevadas, contribuindo com a propagação da doença.

Já a do tipo viral, é mais comum durante o outono e inverno. As duas possuem a semelhança de causar vermelhidão na mucosa, que é aquela parte branca do olho. Além da vermelhidão, outros sintomas também acompanham e é aqui que podemos perceber a diferença, veja:

Conjuntivite viral – Ela é causada pela infecção por vírus, mas possui sintomas mais leves do que a bacteriana. Além da vermelhidão, a pessoa também pode sentir sensibilidade à luz, coceira e produção de lágrimas em excesso. Esse é um tipo que não produz tanto muco ou remela e por isso, tende a afetar apenas um dos olhos.

Conjuntivite bacteriana – Esse tipo possui os sintomas mais fortes. A pessoa pode sentir dor, coceira, uma grande produção de muco e às vezes, um inchaço leve na região das pálpebras.



Qual a melhor forma de evitar os dois tipos de conjuntivite


Para evitar os dois tipos de conjuntivite, o melhor sempre será cuidar da higiene diária. Sempre lave as mãos, principalmente quando chegar da rua. Além disso, também é importante que cada pessoa tenha a sua própria toalha, tanto de banho quanto a de rosto, assim, é possível evitar contaminar as pessoas de casa. Se alguém apresenta os sintomas, também deve-se evitar o contato próximo ao rosto, como abraçar ou dar beijo.



Como é propagada a conjuntivite


O tipo de conjuntivite bacteriana e viral transmitem-se através do ar e pelo contato com as mãos, já que causam a coceira e as pessoas usam as mãos. Os dois tipos são contagiosos, portanto, as pessoas devem se cuidar em dobro, principalmente quando há um surto da doença.



Veja como funciona o tratamento


O primeiro passo é saber qual é o tipo de conjuntivite, por isso, o mais indicado é visitar um oftalmologista para fazer o diagnóstico. Assim, é possível fazer a devida orientação para a melhora do paciente.

No tipo bacteriano pode ser recomendado o uso de antibiótico por via tópica, que pode ser usando colírio ou pomadas. Já em alguns casos do tipo viral pode ser receitado anti-inflamatórios, mas geralmente se resolve com lavagem frequente.

Outros cuidados também podem ajudar a aliviar os sintomas para os dois tipos, por exemplo:

  • Usar compressas frias nos olhos;

  • Evitar usar lentes de contato;

  • Evite a exposição a luz solar;

  • Pode usar soro fisiológico na hora de lavar os olhos.

Seguindo esses cuidados e a orientação médica, a recuperação será mais rápida. Caso os sintomas persistam, volte a se consultar com o oftalmologista para verificar se existe outro problema.


6 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page