top of page
  • Foto do escritorVisya Oftalmologia

O que é excesso de pele nas pálpebras? Quais os sinais? Como tratar?



O excesso de pálpebras, também conhecido como dermatocálase, é uma condição que afeta os olhos e pode afetar a visão e a aparência de uma pessoa. Ocorre quando a pele da pálpebra apresenta flacidez.

Assim, no artigo de hoje, exploraremos as causas, sintomas e tratamentos para o excesso de pele nas pálpebras.


Principais causas

  • Envelhecimento: À medida que envelhecemos, os músculos e tecidos que sustentam as pálpebras podem enfraquecer, fazendo com que caiam.

  • Genética: o excesso de pálpebras também pode ser herdado e pode se desenvolver mais tarde na vida.

Principais sintomas

O principal sintoma do excesso de pele nas pálpebras é a flacidez levando a um olhar cansado e peso nas pálpebras. Outros sintomas podem incluir:

  • Dificuldade em manter os olhos abertos;

  • Visão embaçada;

  • Tensão ocular ou dores de cabeça;

  • Dificuldade de percepção de profundidade;

  • Alterações na aparência dos olhos.

Tratamento

O tratamento para a correção do excesso de pele das pálpebras é essencialmente cirúrgico, é a blefaroplastia.


Cirurgia de blefaroplastia

O procedimento envolve a retirada do excesso de pele das pálpebras superior e/ou inferior podendo se associar a retirada de bolsas de gordura.


Como ocorre a cirurgia?

A blefaroplastia deve ser feita pelo oftalmologista especializado em cirurgia plástica ocular, a blefaroplastia superior dura em média entre 40 minutos a 1 hora e é normalmente feita sob anestesia local associada a sedação.


O médico delimita o local em que será feita a cirurgia, que pode ser na pálpebra superior, inferior ou nas duas.


Em seguida, faz cortes nas áreas delimitadas e retira o excesso de pele, gordura e se necessário músculo e sutura os planos, sendo esse procedimento conhecido como blefaroplastia.


A cicatriz da blefaroplastia, geralmente é simples e fina, sendo facilmente escondida nas dobras da pele ou sob os cílios.


Prevenção

Embora algumas causas que influenciam no excesso de pálpebras, como a genética, não possam ser evitadas, existem certas mudanças e hábitos de estilo de vida que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver, como:


Proteger os olhos

Usar óculos de sol com proteção UV pode ajudar a proteger seus olhos da exposição prejudicial ao sol, que pode danificar a pele das pálpebras.


Praticar bons cuidados com os olhos

Evitar esfregar os olhos, o que pode causar irritação e aumentar a frouxidão da pele das pálpebras.


Evitar fumar

As substâncias contidas no cigarro pioram a qualidade da pele aumentando o risco de flacidez da pele das pálpebras, além de aumentar o risco de outras doenças oculares, como catarata e a degeneração macular.


Se você tiver sintomas ou incômodo estético de excesso de pele nas pálpebras, é importante procurar atendimento médico para realizar o planejamento cirúrgico adequado.


504 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page