top of page
  • Foto do escritorVisya Oftalmologia

Plástica ocular: Entenda como funciona e quem pode fazer




A plástica ocular vai muito além de questões estéticas. Essa especialidade da oftalmologia também colabora para o bom funcionamento dos olhos, como na região das pálpebras, sistema lacrimal e as alterações na órbita. Ela é indicada para diversos tipos de problemas na região e a operação é realizada somente com um cirurgião oculoplástico. No entanto, o diagnóstico da necessidade de uma plástica ocular pode ser feito por um oftalmologista.


A seguir, confira mais informações sobre a plástica ocular e tire as suas dúvidas.


Saiba mais sobre a plástica ocular

Essa subespecialidade da oftalmologia tem como foco o tratamento estético, como o rejuvenescimento das pálpebras ou periocular e também de restauração. Quem busca esse tipo de cirurgia, geralmente é porque precisa remover as bolsas de gordura que se formam embaixo dos nossos olhos ou também há casos em que é preciso tirar o excesso de pele das pálpebras.


Quem pode fazer a plástica ocular?

Não há restrições em relação a idade, o oftalmologista e cirurgião oculoplástico devem avaliar se existe ou não a necessidade de realizar algum procedimento cirúrgico, como por exemplo tumores palpebrais ou lacrimejamenyo constante.

O tratamento do excesso de pele é muito comum em pessoas idosas, pois é nessa fase da vida que é mais comum sentir as pálpebras caídas. Mas não é exclusivo dessa faixa etária.


Conheça os principais problemas oculares em que pode ser indicado esse tipo de tratamento


  • Entrópio: Quando as pálpebras viram para dentro dos olhos, o que pode prejudicar a visão;

  • Ptose palpebral: pálpebras caídas, isso cobre o eixo visual e atrapalha a visão;

  • Tumores palpebrais: Indicado para tumores malignos e benignos que são removidos da região;

  • Bolsa de gordura ou excesso de pele: Esse problema tem relação com a idade ou pode ser hereditário;

  • Ectrópio: As pálpebras viram para o lado de fora dos olhos, deixando a córnea exposta;

  • Vias lacrimais obstruídas: podendo causar quadros repetidos de infecção na via da lágrima;

  • Estética: Indicado para a remodelação da pele ao redor dos olhos ou das pálpebras.

Blefaroplastia é o tipo de cirurgia plástica ocular mais comum

A Blefaroplastia é a cirurgia mais comum e popularmente conhecida como plástica das pálpebras. É nessa cirurgia em que é realizada a retirada das bolsas de gordura e o excesso de pele das pálpebras. Essa cirurgia é realizada geralmente em 2 horas, não há necessidade de internação e conta com anestesia local. Os resultados são percebidos em semanas, contribuindo para a estética e melhora na qualidade da visão do paciente.


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page